domingo, 3 de janeiro de 2016

Nada está perdido. Ainda...


Surpreendidos? Julgo que não. Há sempre aquela esperança baseada na irracionalidade do adepto e naquela máxima de que, em futebol, tudo é possível. Mas a probabilidade não me dava grande confiança no resultado de Alvalade. O FCPorto está bem longe do que já mostrou este ano e que não tinha sido nada de especial. 

Os jogadores que arrancaram em melhor forma vão abrandando. Aboubakar já se perdeu no meio do exílio a que a táctica o obriga, Brahimi voltou a jogar por ele e para ele, André André está com problemas físicos e Rúben não consegue fazer mais neste esquema. Nem o deixam visto que, assim que começava a assumir o jogo, dois passes errados para um Layun 'a nanar' bastaram para que o tirassem prematuramente do jogo. Tem-nos valido a emergência de Corona, Danilo e Indi, mas não chega. Ora se não estamos bem individualmente, ao nível da orientação técnica, nem me apetece repetir as críticas que aqui temos feito com frequência. Seja a do meio-campo com duplo pivot e com Herrera disfarçado de 10, seja a excessiva lateralização do jogo, seja a irritante e estéril troca de bola entre centrais no meio-campo defensivo. Todos nós sabemos o que temos e confiávamos mais nas ineficiências do adversário do que nas nossa eventual superioridade.

A equipa entrou bem, mas não entrou a dominar o jogo. Eu diria que, até ao golo, o jogo foi dividido, algo que não me chega. A título de exemplo, o golo de bola parada foi provavelmente o sexto lance do género de que beneficiou o Sporting. Percebo que Lopetegui estabeleça o golo de bola parada como ponto de decisão do jogo. Mas não me conformo. Eu sou capaz de concordar que há golos de bola parada muito difíceis de evitar. Não este mas, mesmo que tivesse sido, o problema é que os portistas ainda não viram um FCPorto de Lopetegui com qualquer capacidade de reacção. Seja com o Kiev, com o Chelsea mais fraco dos últimos dez anos, ou em Alvalade, se a bola entra na baliza de Casillas primeiro, podemos começar a gemer... Do banco não vem nada. As duas primeiras trocas nada alteraram no esquema. A última só trouxe confusão e já nem contou. Os jogadores passam a jogar por si e a tentarem resolver tudo sozinhos. Para isso, precisamos de treinador? Não. A entrada de André Silva neste jogo, sendo uma troca com Aboubakar, depois do que aconteceu no Dragão, é mais um daqueles episódios marcantes que no futuro vamos contar quando tivermos de exemplificar como era o nosso ex-treinador Lopetegui a partir do banco... 

Mas, de facto, nada está perdido. Ainda...

Individualmente, não tenho MVP. Não consigo. Pensei em Maxi e Danilo, mas eles estiveram muito mal no segundo golo sofrido. Danilo então... Basta ver o vídeo na nossa conta de facebook... Pensei também em Corona mas ele é muito individualista e isso foi nocivo na segunda parte. Indi também fez um bom jogo mas tem responsabilidades no primeiro golo. Nota bem negativa para Maicon, Brahimi e Aboubakar.

Futuro? A decisão é simples: Achamos que é provável que o cenário do ano passado se repita? Achamos que vamos andar a cheirar a liderança até ao final e a falhar toda e qualquer oportunidade de aproximação? Se sim, mais vale que o treinador saia já! Se não, estão errados!

11 comentários:

Anónimo disse...

Ha coisas que nao se escolhem racionalmente. O clube de qual gostamos e um deles. Mas se fosse uma escolha racional eu penso que em Portugal eu so poderia escolher o FC Porto. Uma das razoes "racionais" para isso e a elevada exigencia no clube. OUtra razao e a organizacao do clube em si: estrutura, hierarquia, forma como funciona. Assim, aliando-se estas duas razoes, muitas vezes nao chega estar em primeiro no campeonato.
Acho que quem escreveu o ultimo post (da taca da liga) foi entre outras coisas, deselegante com os adeptos do Porto. Ao dizer "O que vejo é que há uma grande quantidade de adeptos que só avalia de acordo com os resultados. (...) O que gostaria de ver avaliado é que com Lopetegui não jogamos nada. Avaliação dos resultados em conjunto com as circunstâncias que os rodeiam. Por isso, lenços brancos neste jogo, nesta competição, numa altura em que estamos em primeiro lugar e nas vésperas de um dos jogos do ano é ridículo, é nocivo para a equipa e é algo que me faz ter vergonha de alguns colegas de bancada!

Pensei que já não ia fazer mais posts este ano mas cheguei à conclusão que tinha mais um desejo para 2016: além de melhor treinador, melhores adeptos! Acredito que o primeiro desejo é mais fácil de realizar..."

Se alguem avalia de acordo com os resultados, esse alguem e quem escreveu o post. A melhor altura para criticar e precisamente quando se ganha!

Todos os adeptos que estavam no Dragao, sabiam e sentem que o Porto so seguia em primeiro devido as duas razoes racionais que eu disse marcam o Porto.
So circunstancialmente o Porto pode ambicionar ir na frente.
Adeptos exigentes, aliados a cultura e organizacao do clube e que permitem ainda estar na luta. Com este plantel, no nosso campeonato, como fazer pior???
Se tivessemos treinador estariamos como o Bayern Munique e o PSG nos respetivos campeonatos.
Ainda bem que nao sou adepto de um clube que festeja quando se ganha. Isso e facil e leva a relaxamento. Felizmente gosto de um clube que ate quando se ganha se assobia e se pede demissao porque o comum adepto percebe que simplesmente nao chega e nao ha qualidade!

prata disse...

Arriscando perder o meu tempo com um anonimo que só leu dois posts, o jogo passado era para a taça da liga... Atenção ao contexto! É assim tão difícil de perceber? Recomendo ao anónimo a leitura dos nossos textos sobre vitórias sobre os israelitas, sobre o tondela, etc. O foco do post anterior estava no facto de se tratar de uma competição secundária em que apresentamos uma equipa cheia de alterações perante uma arbitragem muito fraca e um adversário que vê na competição o seu último recurso. Até com Villas Boas perdemos em casa para a taça da liga. Exigia-se melhor mas é preciso atenção ao contexto...

Pispis disse...

Completamente de acordo mas esperando que o vaticínio final esteja errado, porque vamos ter Lopetegui até ao final da época… Mas quem viu a superioridade do Sporting nos 4 clássicos q já teve este ano acho que se percebe q são os principais candidatos ao título…

Assusta-me um bocado esta ideia do comum adepto do FCP que acha q temos uma equipa assim tão boa que nos permita ganhar campeonatos à vontadinha tipo PSG, Bayern ou até Olympiacos… Ter uma equipa cara não significa ter os melhores… basta fazer o exercício que um nosso colega de bancada tanto faz: façam o vosso melhor 11 com jogadores dos 3 grandes (podem fazer 4x3x3 ou 4x4x2) e vejam quantos jogadores do FCP lá metem…

Se meterem mais de 3 estão a ser simpáticos… ou irracionais :-)

prata disse...

Esse exercício é engraçado mas também conta o treinador e o esquema. Por exemplo, alguém trocaria Herrera a 10, por Ruiz ou Jonas?

Mirone disse...

O valor dos jogadores não é uma constante, vai variando em função da forma física e psicológica de cada um. O FCP tem sem dúvida o melhor plantel, agora há que saber espremer, e neste momento não temos quem o saiba fazer. Não me digam que jefferson/olivera/naldo/joão pereira(!!!) é uma defesa melhor que a nossa.

Tirando o Herrera, não trocava nenhum jogador do FCP por algum dos lagartos.

Há um défice de creatividade no nosso meio campo, os extremos são obrigados a ser os desequilibradores e a transportar a bola, quando deviam ser eles a serem lançados pelos médios.
Num meio campo com Danilo e R. Neves (duplo pivot?) não cabia o Quintero? Sei que andou a pastar a vaca na época passada, mas temos de por a render quem sabe jogar (assistências e livres diretos), ou vamos esperar que o Herrera aprenda a jogar entretanto...

Este Lopetegui pelo menos serviu para demonstrar que o mito do Chimpanzé treinador ganhava campeonatos pelo FCP não é bem assim... no entanto há quem ache que ele pertence à classe dos equídeos teimosos.

Pispis disse...

Eu trocava alguns jogadores do SCP pelo FCP mas n jogava c 10 mas sim c 2 médios mais ofensivos tipo Imbula/Evandro/Herrera/André/Bueno/Francisco Ramos :-)

Anónimo disse...

Sou o anonimo de comentario anterior.

Precisamente pelo contexto fiz o meu comentario. Precisamente pelo contexto os adeptos do porto assobiam e pedem demissao. Fizeram-no nesse jogo da taca liga como tinham feito para o campeonato contra a Academica em que ate o noso Presidente teve que vir defender o basco. Nao se assobiou por causa daquele jogo, mas em funcao do que tem vindo a acontecer e que se sabenao vai mudar.

Uma das principais preocupacoes/funcoes dos treinadores e explorar ao maximo as potencialidades dos atletas.
Neste modelo de jogo de lopetegui (com tanto tempo que leva no Porto, forcosamente a equipa joga como o treinador preconiza), que jogadores estao perto do seu rendimento maximo?
Quem viu o mundial viu o Herrera a fazer grandes jogos. Quem acompanha o campeonato frances viu o Imbula em grande. Quem nao reconhece imenso potencial no Aboubakar/Ruben Neves etc??
Que fariam estes jogadores na mao de Jesus?

As alteracoes que faz resultam? A equipa melhora rendimento quando mexe na equipa?
Que condimentos estrategicos traz a cada jogo consoante os adversarios?
Consegue bloquear os pontos fortes dos adversarios? Consegue explorar os pontos fracos?
Tranquiliza a equipa quando esta precisa de acalmar? Transmite energia positiva?
Sentimos que os jogadores estao "soltos", confiantes e motivados?

Estupidez e fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

PS 1: Pispis, desculpa mas o plantel do Porto (e mais ainda os 13/14 jogadores mais utilizados) e MUITO superior ao dos nossos rivais e sim tem obrigacao de dominar completamente este campeonato!

PS 2: peco desculpa pela ausencia de acentos

prata disse...

Também acho que temos melhor plantel e eu fiz esse exercício e tinha uma grande maioria de jogadores do FCPorto. Mas não concordo que a diferença seja tão grande como a valorização dos planteis em orçamento e nas contas fazem crer. é preciso treinador...

Tony Silva disse...

:) Entretive-me a fazer esse exercicio e o resultado dá (mais de) meia equipa do Porto.
Se há opções que puxam mais ao sentimento e escolho o da minha equipa, tipo Casillas ou Julio Cesar?!?!? Se calhar Casillas...
Há outras em que se calhar até estou a ir mais pelo mediatismo, tipo William em vez de Ruben.

A mim dá-me este 4-4-2:
Casillas
Maxi, Maicon :), Luisão e Layun
Gaitán, William, André e Brahimi
Jonas e Slimani

Do sporten só Slimani é de caras e do Benfas só Gaitán.
Eventualmente poderia pôr o Ruiz em vez do Jonas e o Ruben em vez do William.
Os laterais são claramente os do Porto e a central poderia estar Indi em vez de Maicon e/ou de Luisão

Pispis disse...

Perdoo o Casillas, agora Maicon? loool

O único central que pode competir é Indi... Jefferson é melhor que Layún; João Mário tem que entrar no melhor 11 e Brahimi é tremendo, espetacular, mas Gaitán e Salvio muito mais consistentes em termos coletivos e exibicionais...

Mas pronto, aceito Casillas, Maxi e Brahimi :-) e Rúben será muito melhor que William qd jogar sozinho a 6...

Tony Silva disse...

Exige-se "demasiado" ao Maicon e o rapaz depois desconcentra-se.
Aqueles chutões para a frente são ordens do mister. Depois quando deve aliviar não o faz...

Não considerei o Salvio por estar de fora.